SAMU Telefone – SAC 0800 Atendimento

Tempo de leitura: 7 min

Escrito por Atendimento ao Cliente
em janeiro 31, 2019

SAMU Telefone – SAC 0800 Atendimento

SAMU Telefone 192 serve para todo o país

SAMU TelefoneSAMU Telefone (SAC Instituições) – O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU 192) é um serviço de atendimento pré-hospitalar do Brasil, utilizado em situações de urgências e emergências. Esse tipo de atendimento foi pioneiro na França e funciona desde 1986 como Service d’Aide Médicale d’Urgence – que faz uso de uma abreviação similar “SAMU” – e é avaliado por especialistas como o melhor do planeta.
 
O modelo de atendimento móvel pré-hospitalar, o SAMU (Serviços de Atendimento Móvel de Urgência), que entram em açõa através de telefonemas de discagem rápida (número 192), caracterizado como Samu 192, foram institucionalizadas no país no ano de 2004 pelo Decreto Presidencial No. 5.055, de 27 de abril. 2004. Eles são descritos dando ajuda a indivíduos em circunstâncias prementes, nas cenas em que essas gravidades acontecem, garantindo um atendimento antecipado, suficiente para as condições pré-hodpitalares e acesso ao Sistema de Saúde.
 

SAMU Telefone / Contato

Telefone 192
A ligação é totalmente gratuita, seja de telefone fixo ou móvel. O numero tem abrangência nacional, funciona para qualquer região do país. É só ligar para solicitar os serviços do SAMU, o serviço funciona 24 horas por dia, 7 dias por semana.
 
O SAMU Telefone 192 é caracterizado como um benefício pré-hospitalar versátil, bem como um serviço muito difícil, onde o centro de gerenciamento de urgência e emergência formado por médicos que cuidam de toda a demanda da estrutura do SAMU Telefone 192 e caracteriza uma teoria sintomática e a natureza complexa, assim como a necessidade do atendimento, podendo ser fornecida apenas uma orientação médica ou, se necessário, um  recurso mais complexo, liberando-se as diferentes viaturas – suporte básico ou suporte avançado.
 
Após o paciente ser atendido, o destino do paciente também será definido, seja para uma unidade de pronto atendimento (UPA) ou um centro terciário de cura. Desta forma, este serviço  móvel de atendimento foi feito para classificar as diversas dimensões das circunstâncias de bem-estar, aludindo a fase menos enredada ou sintomática ou uma circunstância de ajuste clínico para UPAs, e as situações de complexidade maior, que exigem especialidades (politraumatizados, infartos, trauma de crânios, acidentes vasculares encefálicos, abdome agudo), para hospitais.
 
É imprescindível notar que, antes da presença do SAMU Telefone 192, inúmeros pacientes apresentavam óbito em suas próprias casas, em acidentes de carro e em muitos pontos sem atendimento pré-hospitalar. Posteriormente, a grande maioria desses pacientes passou a ter maior acesso aos atendimentos de emergências, bastando um indivíduo ligar para o SAMU Telefone 192 e, estar dentro dos critérios de urgência e emergência estabelecidos, será atendido em sua casa ou em via pública, e desta forma levado para as melhores unidades como indicado pela sua necessidade e complexidade.
 
Desta forma, antes do surgimento do SAMU, os atendimentos de urgência, particularmente os atendimentos  terciárias, eram frequentemente lotados por todos os quadros de saúde dentro de uma unidade, em um mesmo pronto socorro, provocando lotação desordenada. Nesse ponto, avança para serviços organizados e progressivamente compostos de respeito ao perfil da doença e do paciente. De todo modo, a lotaçãp continua em progressiva expansão.
 
Com a alteração do perfil epidemiológico da morbimortalidade em decorrência do desenvolvimento de causas externas, essas discussões tornam-se progressivamente importantes, causando um efeito sólido no setor de saúde e sua reação a essa solicitação é fundamental para limitar as sequelas decorrentes desta circunstância.
 
Com a coordenação da gravidade e das complexidades, há um alcance mais amplo em perceber que, realmente, há a necessidade de mais leitos nos hospitais. Tragicamente, o empreendimento relacionado a dinheiro não é suficiente para construir os e seus leitos individuais, mantendo os serviços de urgência e emergência caóticos espalhados por todo o país.
O empreendimento SAMU Telefone 192 foi o principal resultado do Plano Nacional de Atendimento a Emergências, realizado pelo Governo Federal em 2003, e existe um ativo relacionado ao dinheiro para a manutenção dos Serviços. Em meio a esse procedimento, caracterizou-se que essa despesa seria tripartite, sendo metade da União, 25% do Governo do Estado e 25% dos distritos. No entanto, alguns serviços têm metade do Governo Federal e o Estado fica responsável pela outra metade do custeio. Tragicamente, alguns serviços são financiados pelo Governo Federal e as regiões municipais acabam pagando pelo restante dos serviços, sem a ajuda do Governo do Estado, dificultando a regionalização do SAMU Telefone 192 e da participação de comunidades urbanas menores que 50 mil habitantes conseguirem custearem proporcionalmente a sua parte dentro do grupo de cidades regionalizadas.
 

O serviço SAMU Telefone 192

 
O primeiro SAMU Telefone foi idealizado em Campinas, em junho de 1995, pelo médico José Roberto Hansen (falecido em 14 de novembro de 2017, aos 54 anos), ) obedecendo claramente as características de Regulação Médica clínica, traumática, obstétrica e psiquiátrica. Apenas em 24 de junho de 1999, a principal Portaria Ministerial  nº 824 foi apresentada. No dia 2 de junho de 2001, uma atualização aconteceu e foi transformada em Portaria Nº 814, que caracterizou a capacidade de todo perito e suas obrigações, porém não caracterizou ainda a quantidade de postos ou a quantidade de ambulâncias.
 
Outra atualização aconteceu, tornando a Portaria 2.048 em 5 de novembro de 2002, que caracteriza obrigações, atribuições proficientes e, além disso, descreve cada serviço de urgência e seus dimensionamentos quanto ao atendimento.
Em 2003, o Governo Federal elaborou o Plano Nacional de Atendimento de Emergência, iniciando um trabalho tripartite (Governo Federal, Estadual e Municipal) com gastos orçamentários no Sistema de Emergência e Emergência, mas começando com o SAMU Telefone 192. Norma Regulamentadora nº 864 / GM em 29 de setembro de 2003 tenta estimar a quantidade de veículos e equipes, relacionado com o número de habitantes da cidade.
 
Em 2005, o SAMU-192 atuou em 784 regiões brasileiras em 25 estados, com 101 focos administrativos, trabalhando com grupos específicos, sintonizados com centros de controle do leito da unidade hospitalar. Seu atendimento pode ser do tipo primário, quando se origina do cidadão
, ou do tipo auxiliar, também chamado de remoção, quando a demanda começa nos serviços de saúde, onde o paciente obteve os principais cuidados para equilibrar o quadro de urgência ou emergência, no entanto, necessita ser levado para outro serviço de maior complexidade para dar continuidade ao tratamento.
 
****Neste serviço, prescreve-se que as informações sobre urgência e emergência sejam utilizadas na elaboração de uma base clara que permita retratar os serviços de bem-estar e os perfis epidemiológicos. Seja como for, isso é dificultado pela inexistência de um instrumento oficial para guardar os dados das ocorrências atendidas.
 
Após a coleta das informações, verificou-se que as solicitações de atendimento do SAMU Telefone 192 aconteceram, devido a agravos clínicos. Essa particularidade foi detectada em cidades do país como: Campinas – São Paulo 65%, Ribeirão Preto – São Paulo, comparado a 54,9%, em Olinda – Pernambuco, 57% e em Porto Alegre – RS, com 64,8% do total de atendimento. As informações estão de acordo com os indicadores de morbidade e fatores de risco nacionais, que demonstram que as condições clínicas são as mais difusas e responsáveis ​​pelas altas taxas de doença e falecimento.
 
As chamadas são atendidas por telefonistas de telefone que registram informações sobre a área do caso, emergência médica ou acidente. Todas as chamadas são gravadas. O caso é então passado para o médico que faz o controle terapêutico e este dá as regras de auxílio médico e escolhe o tipo de veículo de emergência a ser enviado (USA, USB ou VT).
 
Nas cidades brasileiras onde o serviço é acessível, o telefone para pedir é o SAMU Telefone 192 (Gratuito). As ambulâncias do SAMU são separadas em veículos:
 
ESA – Unidades Avançadas de Suporte (UTIs móveis), utilizadas em casos progressivamente graves
 
USB – Unidades de Suporte Básicas
 
VT – Veículos de Transporte, são utilizados em casos mais simples
 
VIR – Veículos de intervenção rápida, são veículos 4×4 (normalmente pickups ou SUVs) compostos de pessoal médico e material para suporte avançado de vida, progressivamente ágil e pronto para chegar a pontos de tráfego problemático onde veículo de resgate comum poderia demorar a chegar.
 
MOTOLÂNICA: veículos de intervenção rápida. Usado para fazer um pré-atendimento.
 
AMBULÂNCHA: Unidade de SWocorro Aquático.
 
HELICÓPTERO: Unidade de Socorro Aério.
 
Leia Também:
Anatel Reclamações Número Telefone / 0800 / Atendimento

4.8/5 - (244 votes)

Você vai gostar também:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe um comentário


*


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Seja o primeiro a comentar!

JUNTE-SE Á NOSSA LISTA DE SUBSCRITORES

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade