Como fazer portabilidade de financiamento imobiliário?

Como fazer portabilidade de financiamento imobiliário? –  Tudo o que você precisa saber sobre portabilidade de financiamento imobiliário.    A portabilidade de financiamento é um procedimento que envolve a transferência de um financiamento imobiliário de uma instituição financeira para outra. Trata-se de uma operação de crédito feita pelo cliente.

Como fazer portabilidade de financiamento imobiliário?

A solicitação de portabilidade costuma ser feita quando o consumidor está em busca de melhores condições de financiamento do imóvel. Por exemplo, quando um cliente já tem um contrato ativo com uma instituição, porém encontra condições melhores em outro banco ou instituição e deseja fazer a troca.

Com isso, ao comprar um imóvel financiado, o consumidor não precisa ficar preso ao contrato mantido com a instituição financeira original, tendo a possibilidade de realizar a troca. Mas como isso é feito?

Primeiro passo: atualizando os documentos

Antes de ir até um banco solicitando a portabilidade do seu financiamento é preciso estar com todos os seus documentos em mãos. O rol de documentos que será solicitado pelo banco inclue: cópia do contrato de financiamento vigente, saldo devedor atualizado e data do último vencimento.

Caso você não tenha essas informações em mãos, elas podem ser solicitadas junto ao banco em que você tem o financiamento contratado.

Segundo passo: pesquise as opções e simule

O passo seguinte consiste na análise das oportunidades. A dica é que o consumidor entre no site das instituições financeiras que oferecem financiamentos imobiliários e faça simulações. Compare as ofertas e guarde todas elas.

Você também vai se Interessar:  Codigo Banco PLANNER TRUSTEE DISTRIBUIDORA DE TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS LTDA.

Terceiro passo: entre em contato com o banco

Depois de comparar as ofertas e escolher o banco que apresentou a simulação mais atrativa, é hora de entrar em contato com a instituição. Você deve procurar o banco informando que realizou a simulação e que tem interesse em fazer a portabilidade do seu contrato.

 

A instituição vai solicitar os documentos do contrato original e vai pedir um prazo para analisar o seu pedido. Em alguns dias entrará em contato enviando uma proposta. Caso aceite, você poderá dar início ao processo de portabilidade.

Quarto passo: solicite a portabilidade

Tendo o consumidor escolhido e negociado as condições do contrato com o novo banco, será necessário informar a instituição que tem o contrato vigente do seu interesse em fazer a portabilidade para o novo banco.

 

O banco que está com o contrato fará o pedido de portabilidade junto à Câmara Interbancária de Pagamentos (CIP).

Quinto passo: contraproposta

A lei possibilita que o banco que tem o seu contrato faça uma contraproposta. Depois do registro na CIP, ele têm cinco dias úteis para oferecer uma renegociação do seu contrato de financiamento com condições mais atraentes.

 

Se o consumidor aceitar, a portabilidade é interrompida e o contrato é renegociado nos moldes da nova proposta. Caso não aceite, o processo de portabilidade continua.

Sexto passo: novo contrato

Se você optar pela portabilidade, o banco que tinha o contrato com você terá que enviar as informações da operação para o novo banco. A nova detentora do contrato vai finalizar o processo. A partir daí, o novo banco assumirá os débitos do contrato original e ele passa a ser o seu credor.

Sétimo passo: conclusão da portabilidade

O antigo banco precisa enviar para o novo banco um documento que ateste a efetivação da portabilidade. Isso costuma ser feito em até dois dias úteis.

Você também vai se Interessar:  Escritório de Cobrança: As 5 melhores empresas de cobrança

 

Antes de fazer o processo, o consumidor precisa estar ciente dos custos da operação, que podem incluir: custos de avaliação do valor do imóvel e gastos cartoriais para substituição da alienação fiduciária em favor do novo banco.

 

Vantagens da portabilidade de financiamento imobiliário

Afinal, o que leva o consumidor a cogitar a possibilidade de fazer uma portabilidade? A resposta para essa pergunta está nas vantagens que a modalidade oferece:

 

  • o consumidor pode ter acesso à redução de valores das parcelas do financiamento imobiliário em razão da queda dos juros;
  • o novo banco pode oferecer melhores condições para pagamento;
  • o consumidor tem liberdade para pesquisar e escolher a melhor opção de instituição financeira para realizar a portabilidade; e,
  • independente do banco escolhido, não é necessário abrir uma conta no banco para fazer a portabilidade.

 

Apesar das vantagens, é importante saber que existem pontos de atenção. Antes de fazer a portabilidade você deve levar em consideração os custos de cartório, os custos de reavaliação e a taxa de juros que será “economizada”.

 

 

 

 

 

 

 

4.8/5 - (145 votes)

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.