48523 hqdefault

INGRESSOS NATAL E LUZ NA SERRA GAUCHA

blank

Descubra a Magia do Natal Luz de Gramado com shows de teatro, dança, canto, acrobacias e efeitos visuais na verdadeira história do Papai Noel.

A Serra Gaúcha foi o cenário escolhido para a inauguração do Mega Domo, maior estrutura esférica inflável para entretenimento da América Latina, com investimentos de R$ 17 milhões. A cidade de Canela, a apenas 6,5 km de Gramado, será a primeira do Brasil a recebê-lo, com o espetáculo “Viagem de Natal”

QUERO COMPRAR MEU INGRESSO AGORA!

Oi gente, Elzinga por aqui, e depois do sucesso do vídeo de cidades pequenas no Rio Grande do Sul hoje vou apresentar a vocês as principais cidades pequenas de Santa Catarina que vocês definitivamente devem visitar. E deixando claro novamente, estamos falando dos destaques entre as pequenas cidades com até 10.000 habitantes, que, no total, em Santa Catarina tem mais de 150 deles. Então, sem mais delongas, coloque o polegar no botão curtir e
vamos lá. A começar por ÁGUAS DE CHAPECÓ, cidade de pouco mais de 6.000 habitantes no oeste catarinense que faz parte da região turística do Vale das Águas. A cidade se destaca principalmente por suas atividades ao redor dos rios Chapecó e Uruguai, e também por suas águas termais, que possuem temperatura média de 37ºC. Os destaques são o Parque Hidroeste e também a Usina Hidrelétrica Foz do Chapecó, que produz energia suficiente para abastecer mais de 5 milhões de residências. Outro local é Alfredo Wagner, capital de Santa Catarina com 10 mil habitantes. A cidade, localizada no Alto Vale do Itajaí, destaca-se principalmente pelos relevos da Serra Geral, Serra da Boa Vista e Serra dos Faxinais. Um dos destaques da cidade é o conjunto de formações rochosas chamadas de Soldados de Sebold. Este lugar é incrível. Apiúna e seus 10.000 habitantes é outro lugar que vale a pena visitar. A cidade, que é banhada por um dos melhores rios do Brasil para a prática de rafting, o Itajaí-Açu, possui inúmeras atrações, mas as que mais chamam a atenção são as mais de 80 cachoeiras ali existentes; também a Maria Fumaça que passa pela Estrada de Ferro de Santa Catarina, a Gruta São Jorge Primeira, o Morro Dom Bosco, o Morro da Cruz e o Morro do Bicudo. Que tal Ascurra? Você sabe? É uma pequena cidade de 8.000 habitantes na região do Médio Vale do Itajaí, forte em turismo de aventura, como rapel em Salto Andorinhas e vôo livre no Parque Serra da Leona. Mas além disso, Ascurra tem inúmeras igrejas com mais de 100 anos, como a Matriz inaugurada em 1905 e também vários outros prédios que chamam muito a atenção. E você já ouviu falar em Bom Jardim da Serra? É uma cidade com 4 mil habitantes que até 1967 fazia parte de São Joaquim. Bom Jardim da Serra está a 1.250 metros de altitude e é considerado a porta de entrada para a Serra Catarinense e também a “capital das águas” devido às 35 cachoeiras que ali existem e às 14 nascentes de rios. A cidade é um grande destaque turístico em todo o estado. Possui 3 cânions: Ronda, Funil e Laranjeiras, e é lá que fica o mirante da Serra do Rio do Rastro, uma das estradas mais bonitas e sinuosas do Brasil, que pertence oficialmente a Lauro Muller. Outros destaques são o Pico do Rinoceronte a 1.400 metros de altitude, a Cachoeira da Barrinha. A Pequena Cachoeira do Rio Pelotas. Parque Eólico Bom Jardim da Serra. E o parque Mirante Serra com uma bela vista. Continuando. Outro lugar bacana é Bom Retiro, a cidade da Serra Catarinense mais próxima do litoral, que tem 10.000 habitantes e está acima de 890 metros de altitude. E é nesta cidade que está localizado o Morro da Boa Vista, o pico mais alto de Santa Catarina com 1823 metros. Outros destaques são o Cânion do Encano, o Museu da Memória dos Imigrantes Alemães de Entrada, inúmeras grutas, cachoeiras e o Morro da Cruz com mirante a 1.340 metros de altitude. Botuverá, com 5.000 habitantes, no Médio Vale do Itajaí, é outra cidade que merece ser visitada. A cidade é conhecida em todo o Brasil principalmente por suas enormes cavernas, como a de Botuverá, que se estende por mais de mil metros e 9 salões. Algumas com até 20 metros de altura, repletas de esculturas naturais. E você já conhece o Coronel Freitas? É uma cidade de quase 10.000 habitantes no oeste catarinense que é sempre procurada por quem curte um pôr do sol. E que tal Doutor Pedrinho, uma pequena cidade com 4 mil habitantes forte em ecoturismo? Poucas pessoas moram na cidade, mas é muito procurada por muitas pessoas por causa das atividades de aventura e algumas atrações como a Cachoeira Salto Donner, a Cachoeira do Alto Capivari (também conhecida como Paulista), a Cachoeira Véu de Noiva com Com 63 metros de altura, a Gruta Nossa Senhora de Fátima e o Caixão do Caixão. Outro pequeno paraíso no oeste catarinense é Formosa do Sul, com pouco mais de 2.000 habitantes, e um daqueles lugares tranquilos que você só quer ir para fugir da loucura da cidade grande. Grão-Pará é outro lugar interessante, que apesar de não parecer ser catarinense por causa do nome, representa muito bem o estado. É uma cidade com mais de 6.000 habitantes e é aí que se localiza a Serra do Corvo Branco, onde encontramos uma rocha de 90 metros de altura com uma fenda no meio por onde passa a estrada. É também onde fica o Parque Estadual da Serra Furada e o famoso Buraco da Serra Furada. Outros destaques na cidade são as Pirâmides Sagradas e o Rio Túnel. E se você gosta de história, vai adorar conhecer Itá, na zona oeste, com seus 6.000 habitantes. Devido à construção da Usina Hidrelétrica de Itá, a cidade foi totalmente submersa e depois reconstruída e reaberta em 1996. O que resta visível da cidade velha são as torres da Igreja Matriz São Pedro Apóstolo. Outros destaques são a terceira maior tirolesa da América do Sul, com 1.780 metros, e o Aqua Parque Itá Thermas. Em José Boiteux, com 5 mil habitantes, são a cachoeira do Rio Laeisz, acessada por trilha, e a cachoeira Wiegand, com 20 metros de altura, que chamam a atenção. No Quilombo, com 9.000 habitantes, o destaque é Salto Saudades, imperdível no oeste catarinense e uma espécie de miniatura das Cataratas do Iguaçu, como eles chamam. E aí, vai conhecer muita coisa nova hoje? Comente aí embaixo. Deixe sua marca. E se você já conhece alguma dessas pequenas cidades, use #MinhaFotoNoElzinga ao postar algo nas redes sociais e as melhores fotos serão repostadas. E se você gostou da minha camisa, vai na descrição que tem o link da Tu Shirts, uma loja que faz camisetas com estampas personalizadas de cada região do Brasil. Este é de Santa Catarina. Continuando nossa lista. Em Paulo Lopes, com seus 7.000 habitantes, 47% cobertos pela Serra do Tabuleiro, é onde fica a Praia da Guarda do Embaú, que muitos dizem ser em Palhoça, mas na verdade o que fica em Palhoça é a vila da Guarda do Embaú, porque a praia pertence a Paulo Lopes. Em Piratuba, com 3.000 habitantes, é onde ficam as famosas Termas de Piratuba, com águas sulfurosas jorrando de 674 metros de profundidade que garantem um banho de 38ºC em qualquer época do ano. Uma curiosidade interessante aqui é que, em 1964, a Petrobrás veio para esta região em busca de petróleo, mas acabou encontrando águas sulfurosas, e desde então Piratuba é a potência turística que é. Praia Grande é outro lugar fantástico. São 7.000 pessoas que vivem em um lugar que, apesar do nome, não tem praia nem é grande. Praia Grande é uma das minhas cidades favoritas em Santa Catarina por causa dos cânions. A diferença aqui é que, em vez de ficar na parte alta dos cânions, você está em uma cidade baixa e pode vê-los bem na sua frente. É o trecho mais íngreme da montanha com paredes super verticais. Não é à toa que a cidade é conhecida como a “Capital dos Canyons”. Além dessas coisas gigantes, a cidade é super famosa pelo turismo de aventura, pelo passeio de balão e pela trilha do Rio Boi que passa pelos cânions. Muito louco! E você conhece Rancho Queimado? É uma cidade de quase 3.000 habitantes famosa por seu relevo acidentado, altitudes superiores a 800 metros e paisagem. O Rancho Queimado é aquele tipo de lugar que você olha para qualquer lugar e quer tirar uma foto, principalmente se for até o Morro da Boa Vista a 1.200 metros. Em Santa Rosa de Lima, com 2.000 habitantes, a capital da agroecologia catarinense é onde encontramos um lugar com paisagens naturais indescritíveis. Em São Pedro de Alcântara, com 6.000 habitantes, é onde fica a primeira colônia alemã de Santa Catarina. A cidade, que respira o clima do interior, é forte no turismo rural, ecoturismo, construções históricas e também alguns atrativos como a Igreja de São Pedro de Alcântara com uma cúpula que lembra muito a Basílica de São Pedro. Outro local interessante é Timbé do Sul com 5.000 habitantes. Timbé do Sul é uma cidade que respira fortemente o ar do ecoturismo que atrai muitas pessoas em busca de trilhas, cachoeiras e montanhas. Os destaques da cidade são as mais de 20 piscinas naturais, como Poço do Caixão e Poço do Violão, e também a Cachoeira do Padre com quase 50 metros de altura. E o Treze de Maio? É uma pequena cidade de colonização italiana com 7.000 habitantes que respira muito turismo rural e ecológico e possui inúmeras cachoeiras e grutas. Uma das grandes atrações da cidade é a maior estátua de Nossa Senhora de Aparecida que existe no Brasil, mas além disso há também o Castelo do Mirante e a Cachoeira da Bunda. Não me pergunte por quê. E você já ouviu falar em Treze Tílias? É uma cidade de 8.000 habitantes colonizada por imigrantes austríacos, popularmente conhecida como “Áustria no Brasil”, ou “Tirol brasileiro” e que encanta a todos com suas belezas naturais e arquitetura típica . deixe sua curiosidade ir ao Google e pesquise sobre Treze Tílias. E para finalizar nossa lista, vamos a Urupema, na Serra Catarinense, com seus 2.500 habitantes. Urupema é uma cidade com altitude média de 1.425 metros, então nem é preciso dizer que lá está frio. Na verdade, Urupema está brigando com cidades vizinhas para ver quem é o mais frio do Brasil. A temperatura mais baixa já registrada foi de -9,4ºC em 7 de julho de 2019. Mas falando de alguns lugares interessantes, o destaque são os rios límpidos , os campos, as matas de araucárias, a Praça Manoel Pinto de Arruda, a Igreja de Santana, e claro, o Morro das Torres a 1.726 metros de altitude com uma famosa cachoeira que congela. Que legal! Bem, era isso. Se você Curti d o vídeo, passe adiante. Se não gostou, nem sei porque assistiu até agora. Por hoje é isso pessoal. Um beijo nas tetas com todo o respeito do mundo, e até a próxima. Tchau!

Você também vai se Interessar:  7 DESTINOS BARATOS no BRASIL que vou PÓS PANDEMIA - Estevam Pelo Mundo
Rate this post